Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

Pobreza na África

 A continuidade dos conflitos armados, o avanço de epidemias e o agravamento da miséria marcam a história recente da África e contribuem para o isolamento económico do continente. Algumas nações alcançam relativa estabilidade política e desenvolvimento: é o caso da África do Sul, responsável por um quinto do PIB africano, graças

 à exportação de ouro, minério de ferro, diamante e carvão e a maciços investimentos no parque industrial, e dos países árabes da chamada África Branca, ao norte, como Líbia, Argélia e Egipto, onde a economia está baseada na exploração de petróleo e gás natural. Enquanto isso, a região da África Subsaariana, que abrange os países de população negra situados ao sul do deserto do Saara, é a única área do planeta que regrediu economicamente em relação à década de 60. O continente é marcado também pelos conflitos etno-religiosos, tanto entre clãs e tribos na África Negra, quanto entre guerrilheiros fundamentalistas e o governo nos países islâmicos. 

Após o processo de descolonização, entre as décadas de 1950 e 1970, as guerras civis África

Devastada por secas e cheias, mas sobretudo por guerras civis (entre 30 e 40 no final do século XX), todo o continente africano parece ter mergulhado no abismo. Terminados os conflitos o terror não termina nas zonas rurais, onde a presença de minas e de munições não explodidas constitui uma ameaça permanente à reconstrução das comunidades rurais.

Etiópia, Eritreia, Somália, Sudão, Quénia, Uganda e Djibuti a fome que há muito mata nestes países milhões de africanos, já deixou de ser notícia na imprensa internacional. Entre as principais causas desta mortandade está a seca, as guerras e a permamente instabilidade política e religiosa na região.

Zambia, cerca de quatro milhões de pessoas (numa população de dez milhões) foi afectada pela seca que destrui, este ano, parte das suas colheitas. A situação está a tornar-se rapidamente catastrófica. (Dados de 2002)

Na África austral, existem presentemente 10 milhões de mulheres, homens e crianças a conhecer formas extremas do flagelo da fome. Malawi, Zimbabwe, Lesotho e a Swazilândia são alguns dos países mais afectados. Malawi, enfrenta seca e a pior fome nos últimos 50 anos. Segundo o governo, 70% da população de 11 milhões passa fome. 

Em Moçambique e Angola (apesar de ter terminado a guerra), a situação é reconhecidamente trágica.(Junho de 2002)

As perspectivas de desenvolvimento para este continente são pouco animadoras. Na África sub-sahariana, o número de pobres pode aumentar de 315 milhões em 1999 para 404 milhões em 2015, afectando perto de metade da população da região (Banco Mundial, Abril de 2003). 



tornaram-se constantes na região da África Subsaariana, já que as fronteiras políticas dos Estados nascentes não obedeceram às divisões étnicas, religiosas e linguísticas dos povos nativos. Desde então, cerca de 20 nações africanas já entraram em guerra. As ricas reservas de minérios, com enorme potencial para impulsionar o desenvolvimento económico, funcionam, ao contrário, como motor de alguns conflitos. 
sinto-me: Triste
publicado por Leilinha nescau às 16:19
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Fabiano Gomes Miranda Pereira a 24 de Setembro de 2008 às 23:51
Vei...
massa demais esse blog.
Show de bola.
Além disso tb podemos ver o lado bom e o lado ruim da Africa.
Podemos ver natureza,rios e tb vimos crianças com fome,trabalhando...
Muito bom esse blog para que as pessoas se consientizem com isso.
Muito bom..
Paabéns!!!
De Ricardo Lopes a 4 de Outubro de 2008 às 17:04
O trabalho de vocês ficou muito bom!!!
Gostaria de parabenizá-los por tal atividade.
Apenas queria que os textos tivessem sido elaborados por vocês não apenas o blog. Mas...

Parabéns!!!
De SAYÔ a 1 de Agosto de 2010 às 16:59
LEGAL! MAS PODERIA SER MAIS INTERESSANTE SE VC COLOCASSE TBM AS COISAS BOAS QUE EXISTEM NA ÁFRICA, POIS NÃO DEVEMOS VER A ÁFRICA COMO UMA COISA UNA, QUE SE RESUME EM UMA ÚNICA COISA(POBREZA E MISÉRIA). DEVEMOS ENTENDER A ÁFRICA COMO UM CONTINENTE EM PRIMEIRO LUGAR, UM CONJUNTO DE PAÍSES E ENTENDER A DIVERSIDADE QUE HÁ NESTE CONTINENTE, VÁRIOS PAÍSES , VÁRIAS TRIBOS, VÁRIOS DEUSES, VÁRIOS POVOS AFRICANOS E VÁRIAS MANEIRAS DE SER ÁFRICA. TEMOS QUE ABRIR NOSSA VISÃO PARA O QUE É ÁFRICA, NESTE CONTINENTE HÁ MUITAS RIQUEZAS TBM, PAISAGENS BELÍSSIMAS, MAS NOS ACOSTUMAMOS A VER E ENTENDER QUE ÁFRICA SÓ TEM MISÉRIA, ATÉ MESMO PORQUE A MÍDIA SÓ MOSTRA ISSO DA ÁFRICA. SEU BLOG É INTERESSANTE E PODE FICAR MELHOR, MOSTRE COISAS QUE NÃO ESTAMOS ACOSTUMADOS A VER OK! BEIJOSS DA SAYÔ( ESTUDANTE DE GEOGRAFIA PELA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA BAHIA).

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Principais característica...

. Capoeira

. Acarajé

. História

. Natureza

. Pobreza na África

.arquivos

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.tags

. todas as tags

.favorito

. Uhuu a músicaa

blogs SAPO

.subscrever feeds